Programação | CCON
07/12 a 09/12

Seminário de Performances Culturais

Evento com palestras e debates tem entrada franca

  • Evento com palestras e debates tem entrada franca

 

Sinopse do evento

XVI Seminário Drama, Performances e suas Antropologias

  • Quando: 7 a 9 de dezembro de 2017 (quinta-feira a sábado)
  • Onde: Auditório Tadeu Baptista/CCON
  • Entrada franca (inscrições no local)

 

___
CLIQUE AQUI E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA!

 

 

Mídias Sociais

Confirme sua presença  

De 7 a 9 de dezembro, O Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) será palco do XVI Seminário Drama, Performances e suas Antropologias. O evento, que busca fomentar reflexões interdisciplinares sobre as performances culturais em suas várias manifestações, trará a Goiânia quatro referências no tema: os professores Scott Head (UFSC), John Dawsey (USP), Zeca Ligiero (Unirio) e Rubens Alves da Silva (UFMG).
A programação do seminário prevê atividades em três turnos. Das 9 às 12 horas, haverá mesas de debates compostas por convidados de fora e professores do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Performances Culturais (PPGPC) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Das 15 às 17h30 e das 19 às 21h30, alunos de doutorado farão exposições de projetos e pesquisas em andamento.

As inscrições serão gratuitas e realizadas presencialmente no dia e local do evento. Todos os participantes que registrarem sua presença nas atividades receberão certificados com carga horária.
O XVI Seminário Drama, Performances e suas Antropologias é uma realização do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Performances Culturais (PPGIPC-FCS-UFG), em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), o Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce) e o Governo de Goiás. Apoiam o evento a Faculdade de Ciências Sociais (FCS), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Convidados
Scott Head é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pesquisador e co-coordenador do Grupo de Estudos em Oralidade e Performance (Gesto). É doutor em Antropologia (2004) pela University of Texas at Austin. Sua tese, Danced Fight, Divided City: Figuring the Space Between, é sobre a arte lúdica-marcial Capoeira Angola, e as ressonâncias desta prática cultural com imagens históricas e contemporâneas do meio urbano do Rio de Janeiro. O projeto de pesquisa que vem desenvolvendo enfoca as conexões entre performance de rua, fotografia e perspectivas antropológicas sobre as mesmas. Em 2014-2015, realizou pós-doutorado no UCL (University College of London), com o projeto de pesquisa A rua como cena: intersecções entre performance, etnografia e imagem (financiado pela Capes).

John Dawsey é professor titular de antropologia na Universidade de São Paulo (USP). Ph.D. em antropologia e mestre em teologia pela Emory University. Na USP, coordena o Núcleo de Antropologia, Performance e Drama (Napedra). Entre outros livros, publicou De que riem os boias-frias? Diários de antropologia e teatro (2013). Participou da organização de várias coletâneas, incluindo Antropologia e performance: ensaios Napedra (2013). Organizou o dossiê Sismologia da performance: palcos, tempos e f(r)icções (Cultures-Kairós, 2016). Desenvolve pesquisas em antropologias da performance e da experiência, e antropologia benjaminiana. Vários conceitos resultam dessas pesquisas, incluindo descrição tensa, f(r)icção (com r entre parênteses), margens das margens, subterrâneos dos símbolos e extraordinário ou espantoso cotidiano.

José Luiz Ligiéro Coelho é professor, autor, pesquisador. Mestre e doutor pelo Departamento de Performance Studies, New York University. Pós-Doc na Yale University (2001-2002) e na Paris VIII (2013). Atua no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PGGAC-UNIRIO) e no PPGAEAC-UNIRIO. Especializado no campo dos estudos da performance, teatro experimental, performance afro e performance ameríndia. Coordenador do Núcleo de Estudos das Performances Afro-Ameríndia (NEPAA-UNIRIO).

Rubens Alves da Silva é mineiro de Belo Horizonte, doutor (com pós-doutorado) em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Sociologia da Cultura pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde é professor adjunto vinculado à Escola de Ciência da Informação. Coordenador do Núcleo de Performance, Patrimônio e Mediações Culturais (NEPPAMCs/UFMG) e pesquisador do Núcleo de Antropologia da Performance e do Drama (NAPEDRA/USP). Desenvolve pesquisas sobre religiosidade e cultura afrodescendente em Minas Gerais (reinado/congado; capoeira, espetáculos teatrais) e processos de patrimonialização da cultura imateriais. Autor de várias publicações no formato de livros, capítulos de coletâneas, artigos de revistas científicas e prefácios de obras.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA!